--Desse cada (re) encontrar--




Fiz da minha poesia minha forma simples de dizer
Fiz do meu canto um encanto para confortar
As lagrimas que nascem do arrepiar do som
Cabelos que falam aos olhos o que querem ganhar
Olhos que falam aos corpos o desejo e o tom

Pendular-se-ia pelos ventos de outono
Lírio saborear do amanhecer pelos seus cabelos
Rasgando entre estrelas esse novo raio de luz
Agasalhar-se da novidade já conhecida
Da paixão ardida, mas tal única por se beijar.

Acordar com um toque já saudoso, saboroso todo se encantar.
Como se não houvesse amanha, fogoso efeito desse recíproco trocar.
Da noite passada, estrelas , lua e o sono.
Qualquer canto novo, prazer a nos contemplar!
E sigo apenas contigo, fugido a pensar;

Aguardar sem ver, momento novo a renascer.
Qualquer coisa que me remeta ao que sinto
Ao que vejo ,ao que não sei dizer.
Ao que me faz perdido,seco por viver.

Comentários

  1. Que isso neeemmm (como diz meu amigo Hugo!rs)
    Pq vc é assim? =/
    Pq vc escreve assim? =/
    Pq vc nos emociona assim? =/
    Pq heim? =/
    Pq? =/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu Gato BIKE

Quando voce pensa que ja te aconteceu de tudo...