Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Afinal,quem sou..

Eu Nasci em nova Iguaçu e foi lá também que cresci(tenho orgulho como teria se fosse em qualquer outro canto do mundo)
Eu jogava futebol muito bem -acredite-
Eu jogava RPG também- coisa de jogo de maluco na época-
Cresci em cima de um skate, e foi em cima dele que conheci amigos que se tornaram irmãos.
Usei TODOS os tipos de aparelho dentário.
já peguei muita rã em valão, tatuí em maricá e coloquei apelido em muito moleque da minha idade..Zoei muito e depois foi muito zoado.
Dizem que sou um cara divertido.
Estudei em colégio de Freira e lá aprendi a rezar
Também lá aprendi a matar aula,
Sempre tive medo de apanhar
Fiquei muito gordo nos meus 15 anos(muito mais do que hoje)
Daí teve época que lutei jiu-jitsu,musculação,pra me defender e emagrecer(penso em voltar)
Sempre me achei burro e por isso achava que ler fosse algo que iria me levar a algum lugar,mesmo que em um degrau acima da minha auto estima
Hoje dizem que escrevo bem...
Sou misterioso,
Calado,
Sou um cara pacato,
Mas rapaz,eu ja tive um exercito de rua com 12 anos
Sequestramos um menino do grupo rival e pedimos 10 cx de bombinha no resgate
Pagaram o resgate
Devolvemos o garoto com cimento no corpo todo.
Eu tive uma infância sem frescuras,
Aquele lance todo(pique esconde,sujeira,tombo na rua,caia dentro do valão,comia pão sujo na padaria com mortadela podre e bebia simba,brincava de "vale tudo" na calçada,vivia sangrando..(época do Telecatch)
Sou filho caçula,
E acho que fui criado "mais largado" que meus irmãos
Acho que por isso hoje acho que sou assim, desleixado .
Sim, largado e muitas vezes preguiçoso.
Gosto de ficar olhando pro nada,
Mexo no meu cabelo olhando pro teto(coisa de gente perturbada)
PENSO
sim PENSO MUITO
Mas Esqueço de guarda chuvas a carro em estacionamento de mercado.
Acho que tenho Déficit de Atenção
Eu sempre observei muito meus irmãos,
As musicas que eles ouviam, o que falavam, o que bebiam o que pensavam
Eu sempre admirei o jeito singelo do amor de Meus pais
e achava que seria um caminho longo conseguir algo parecido.
Depois eu vi que o caminho alem de longo, é irregular,quente , cansativo e nem sempre da tempo pra descansar.Mas no final,lembro de meus pais e me da forças em continuar.
Eu tive amizades tão fortes na adolescência que acreditei que nunca se findariam
Hoje eu não as tenho mais.
Não sei mais em que acredito.
Acreditava que a poesia poderia me libertar,
Depois descobri que sou escravo dela.
Eu me apaixonei muito e adorava ver as meninas por mim apaixonadas.
Aprendi violão pra "pegar mulher"
Depois peguei mulher e larguei o violão.
Hoje não tenho nem violão e nem mulher.
Tenho dois cachorros,um autista e o outro comedor de pedras
Ja desacreditei no AMOR
A vida me fez mostrar o contrário.
é só questão de SE JOGAR.
Gente que passou e eu imaginava que ficasse
Gente que imagina que ficasse, simplesmente não ficou.
Sou Indeciso
Muita Gente não me entende.
As vezes acho que não tenho objetivos.
Mas olho para as poucas coisas que conquistei,
E me questiono
O que são objetivos?
Já tive banda de rock.
Ja cantei muito, toquei guitarra, baixo,bateria
Sempre fui "mais ou menos" em tudo isso.
Mas achava o Máximo.
Hoje vejo que é o Minimo.

Fui em muito encontro de sala de bate papo de internet
Conhecia pessoas maravilhosas , umas que até hoje cá estão.
Já noivei, morei junto e tambem já só beijei
AMEI
AMO
Eu aprendi a beber.
Ressaca me da vontade de morrer.
Eu aprendi umas coisas tarde demais,
Mas como era tarde, aproveitei a madrugada..
Dei muito "soco no sereno" e vi dias nascendo.
Vale a Pena e não tem preço.
Nao fui militar como meu pai tanto quis
Fiz Informática
Amo filosofia
E acho que PROFISSÃO é nome que deram a forma de ganhar dinheiro
Gosto de fazer rolo
Troco qualquer coisa
Sou desapegado
Bens materiais,pra mim,não são bens.
Bem pra mim tá na alegria, na alma.

Tenho medo de solidão.
Na solidão quero tocar violão.
Com o violão me suscita a adolescência,
E quando chego nesse ponto
Choro.

Pra mim, na maioria das vezes, Está TUDO BEM.
Não reclamo quase de NADA.
Dizem que sou sereno
Me acham Bobo
Ja disceram que "me faço de morto pra entrar no..dos vivos"
Mas no fundo eu me faço de qualquer coisa pra que tudo fique bem.

Vou me adaptando a qualquer cheiro,som,tom..
Cheguei na casa dos 30 acreditando ter 20
Com a responsabilidade dos "inta", e com SONHOS dos "inte"
Sou poeta,
Sou Amante,
Sou carinhoso,
Sou pensativo e amoroso,
Falo muito pra explicar pouco,
Sinto mais que demonstro,
Sou prisioneiro em fuga,
Sou qualquer coisa que muda
e vive tranquilamente todas as horas do fim.
Embora o fim,sempre me pareça a continuação de algo ou a volta de outro.
Sou Gudão Hugo Mendes Guimarães
Gudinho
Gudão
Hugão
Sou o "gordo-parrudo"
Dizem que tenho "estrutura de homem",
Meu pai acha que tenho "porte de almirante"
Sou é
Metido a intelectual
Que bebe Itaipava,vinho ou skol.
Sou esse olhar no mar distante..
sim
eu sou errante,
Berrante
Mas sério,
Também sou amante.
Minha porta parece fechada,Grande e forte
Mas olhe bem..
Nem Fechadura tem
empurra,entra com o vento
vem?


** se voce leu até aqui, me ajude na correção,
pois esse texto não foi revisado

"Engasgo"



Acorda engasgado por brigas
Porradas de palavras agarradas
Sufocando na garganta entupida

Tosse de si, letras no colchão
suado vindo de um estranho sonho
junta essas letras buscando sentido, razão.

Cacos de palavras juntadas
Postas no criado mudo
embaralhadas de contexto
Não forma palavra
Somente letras ao avesso.

"ogsagne" de trás pra frente

Hugo Mendes Guimaraes

Tempo de mim

De repente em uma manhã
As nuvens entram em você,
Mais ainda De repente
A Chuva chora em você.
O tempo fecha na alma
A angustia também.
O tempo lá fora
Parece preso no além.

Façamos uma prece
ansiosos de amém.
Vento de chuva.
Chuva de mim.
M(olha)do
Lado.

Hugo M Guimarães