Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Tempo de mim

De repente em uma manhã
As nuvens entram em você,
Mais ainda De repente
A Chuva chora em você.
O tempo fecha na alma
A angustia também.
O tempo lá fora
Parece preso no além.

Façamos uma prece
ansiosos de amém.
Vento de chuva.
Chuva de mim.
M(olha)do
Lado.

Hugo M Guimarães

Um comentário: