Total de visualizações de página

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Deveres

Deveria ou poderia largar tudo e danar a escrever
Pela manha,pela noite,madrugada a dentro por filhos de escritas para fora
Deveria
Deveria abandonar a antiga profissão,ganhar um cão,começar a fazer pao
Deveria...
Deveria ter surtos de loucura e coragem, sair pelo mundo sem tento ou dosagem
Apenas caminhar para o novo sem medo do chão firme e seguro do passado ter ficado pra traz
Deveria ser valente,mais contente,amigo,ardente
Deveria...
Deveria por pontos nos is,brincar com saguis,acreditar em sacis
Deveria ter uma pequena orta,fazer yoga,me alimentar melhor
Deveria desatar os nos das angustias que parecem cegos,evocar todos meus ecos para o novo viver
Deveria...
Deveria brincar de olhar estrelas,sonhar com sereias,contemplar o mar
Deveria tanta coisa, hoje e sempre, ver tanta gente que me distanciei
Deveria,poderia,faria,seria,quem sabe um dia?
Conjugaria a minha melhor forma de verbalizar.
Conseguiria?

2 comentários:

  1. Como o ínclito amigo sabes: "escolha também é renúncia". Ao ler este, tenho mais consciência das minhas escolhas e aceitar de plano as condições destas. Parabéns por este BLOG, tens futuro neste ramo, siga a reta! Amplexo.

    ResponderExcluir
  2. Hugo
    Belo poema. Ritmo e rimas escondidas. As palavras brincando ao sabor da leitura. Mandou muito bem camarada!

    ResponderExcluir