Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

-- - profissão ---


É que quando eu crescer
Quero ser poeta mãe
Quero escrever como
Os grandes
Mas nao quero ser adulto não.
Quero ser poema puro
Poeta de profissão
Salário bruto
Certo de sorrisos
E benefícios pro coração
Licença maternidade
De cada obra que
Irei parir
Mãe, meu contra- cheques
Será de emoção
Cheio de sorrisos
E eu confesso que nem ligo
Se eu for demitido
Vai ter sempre
muito amor
Querendo me contratar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário