Metro Rumo à zona sul



Às vezes a vida me faz esbarrar com você por ai,
Às vezes parece até de sacanagem,
Como se não fossemos nos reconhecer
Como uma luz de lanterna na garagem
Qual seria a reação te encontrar nessa viagem?

Às vezes como um relâmpago que nasce e morre
Dá aquele clarão, consegue ver no vulto e imaginar,
-será que era ela na multidão?
Nesse Bosque de encontros inesperados
Fica uma sensação de vazio, estranho, melancolia.
Fingir que não te vi ou fingir que nunca te conheci?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Meu Gato BIKE

RETRATO