Frances

Olha que ao acordar la pela meia noite,
eu não imaginava trocar o dia pela noite.
Aquele Bar com gosto francês,
tinha samba,gente boa e bonita até as 3.

Olhares cortados pela lateral de um cardápio
Olho se procurando na sombra de uma coluna
Mais uma vez,um jogo estranho,com calma,ternura
Vinho tinto seco,frio e alegria pura

De certo,como dizia o poeta, o rapaz
com cara de marido, a moça pode se aborrecer
Fique assim não,tudo existe o passar
haverá claridade no desabrochar

Perigoso andando na corda bamba
sorrisos sortidos,batuque na mesa, samba
um abraço, despedida
aqui me vou
pede a conta
paga o couvert
tem 10%
mas valeu o a beleza
o amigo
o
assento


Comentários

  1. Nem é um poema. É um continho saboroso. Prosinha malandra. Me vi ali no bar do Bigode, sendo eu o personagem que escreve... Boa viagem!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu Gato BIKE

Quando voce pensa que ja te aconteceu de tudo...