Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Fazendo Pensar



A vida sempre me presenteia dentro de uma caixa escura, com laços coloridos e sem sentido, teria me dito?
A vida sempre me corta a régua toda vez que penso em medir, me tira as vendas toda vez que quero cegar, me abraça quando penso em correr, me empurra quando quero estacionar.
Ela me manobra quando acho que o melhor é parar, e me freia quando tento voar.
Vem mesmo com uma embriagues de sorriso e pulsão do novo toda vez que abro os olhos e penso no dia que renasce gostoso e leve pelas frestas da janela escura do meu quarto.
É uma vontade que se perde na vontade do mundo, é estranho percebe-se sem controle de qualquer coisa, embora ache, dentro de seu ser, um controle de sua vida, um peso,um tamanho, uma forma. Mas tão disforme é tudo isso,
Tão obscuro o gosto do sorriso
É leve o pesar do pulmão do mundo que respira por si,que te traga todo dia num prazer de que só quem traga tem e te assopra lentamente para o novos despertares,olhares,entregas e pensamentos sortidos no corta luz do jogo da vida cheio de brisas.


Hugo Mendes
27-06-09

Nenhum comentário:

Postar um comentário