Porta Aberta


Era como se o frio entrasse pela porta
Que deixada aberta,esquecida, trazia também lembranças
Entrava o vento frio , a musica distante,a poeira que não se via
Na porta esquecida aberta

Entravam sonhos na madrugada
Bichos no pesadelo
Entravam sons e algo de desepero
Apego?

Haveria coberta para se proteger?
Cobertor para se aquecer?
Musica para relaxar?
E fome para emagrecer?

Era estranho e novo o não perceber
A porta esquecida aberta,descuidada
Que mais poderia entrar por ali?
Sabia-se lá?

Ao amanhacer, o sol,sem pedir permissão
Pela mesma porta esquecida aberta
No mesmo amanhecer
A imagem do mar,próximo,azul e verde belo
Que também não pedia permissão e entrava
Mas tão bem recebidos foram com um sorriso

Nossa, a porta esta aberta
Que perigoso e delicioso
Na noite e no dia
Sabe de uma coisa?
Vou sair
Mas tranco a porta
Essa surpresa a cada amanhecer
É somente minha e egoista
Com a porta, a partir de agora
De propósito
Esquecida aberta
Para novos
Dias
Novos mares
Sóis
Nóis

Comentários

  1. Seria muita pretensão minha tentar avaliar ou mesmo opinar sobre tal poesia.
    Trata-se de sentimentos Uno, expressos de forma poética.
    O que percebo é que a Porta está aberta pra voce nobre poeta, ela que transporta teus sonhos e teus desejos sobre a paisagem da vida.

    Parabéns e obrigado por compartilhar dessa maravilha!!!!

    Sinceros e Fraternos abraços

    Anderson Leite Lima

    ResponderExcluir
  2. Opa meu parceiro.
    fico mesmo muito lisonjeadoooooo com suas palavras
    e de verdade por gostar do que escrevo.
    tambem gostei do que escrevemos juntos
    =D
    forte abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Meu Gato BIKE

Quando voce pensa que ja te aconteceu de tudo...